quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A Torre dos Anjos

Autor: Philip Pullman
Título Original: His Dark Materials - The Subtle Knife
Editor: Editorial Presença
Páginas: 277
ISBN13: 978-972-23-3058-9
Tradutora: Maria do Rosário Monteiro


Sinopse: Mundos Paralelos é uma trilogia magnífica que se iniciou com os Reinos do Norte. A acção decorre num universo parecido com o nosso, embora diferente em muitos aspectos. Will é um jovem determinado a descobrir a verdade acerca do desaparecimento de seu pai, e para o conseguir tem de viajar até ao mundo de Cittàgazze. É lá que conhece Lyra, que, assim como ele, tem uma missão que pretende concretizar a qualquer custo. No entanto, aquele é um lugar estranho e fortemente inquietante... É também lá que se situa a misteriosa Torre dos Anjos, que guarda o segredo mais importante de Cittàgazze... Uma obra fabulosa, que à luz da mitologia escandinava e da tradição cristã, explora a possibilidade de existirem Mundos Paralelos.
.
A leitura do primeiro volume da trilogia Mundos Paralelos, Os Reinos do Norte, aconteceu há alguns anos, mas essa história continua muito viva na minha mente, e decidi que era hora de retornar a estes mundos mágicos de Pullman; foi assim que iniciei a leitura deste segundo volume, A Torre dos Anjos, que precede a narrativa do último, com a única diferença de que nos encontramos num mundo diferente...
.
Will é um dos principais protagonistas desde volume, uma personagem nova, que desde o começo simpatizei com ele, um jovem de cerca de doze anos que viveu praticamente toda a sua vida com a mãe, o pai deste foi dado como desaparecido numa expedição científica ao Árctico quando ele tinha apenas um ano de idade! Mas para Will, este continua muito vivo na sua memória, enquanto a sua imaginação o leva em mil e uma aventuras com o objectivo de salva-lo.
No entanto o nosso jovem protagonista encontra-se numa posição difícil, a sua mãe possui uma espécie de doença que sempre a alienou um pouco do mundo real e caso fosse descoberta iria descartar os dois da sociedade que não a vê a bons olhos.
.
Tudo na vida de Will era simples, ajudar a sua mãe para a fazer sempre feliz, e procurar o pai para reunir de novo a família que foi destroçada, até ao fatídico dia em que uns homens procuram-nos para terem mais informações sobre o seu pai desaparecido...
A reviravolta dá-se e Will é obrigado a agir, para proteger a mãe e esconder-se, e é nestas fugas que descobre Cittàgazze, uma cidade num mundo paralelo ao seu, e nesta cidade encontra Lyra, a personagem ao qual o primeiro volume se desenvolve, e começam assim as suas peripécias.
.
Mais não digo, pois estragava a magia do livro! O autor escreveu este volume, numa linguagem cuidada, digo isto pois Pullman sabe descrever quando é necessário descrever, sabe exaltar quando as aventuras atingem climax, e é soberbo a criar enredos fantásticos; não encontrei nenhum momento aborrecido, e o autor consegue criar várias linhas de pensamento sem fazer o leitor perder-se, nem ser necessário um nível de "concentração de outro mundo".
.
Vi-me mais uma vez, a desejar convergir-me com a acção e pertencer aquele universo maravilhoso, e até a sonhar encontrar as famosas janelas que comunicam entre os vários mundos. Philip Pullman é uma mais-valia neste género vasto e competitivo, e certamente sabe escrever muito bem livros, apreciei bastante a escrita dele...
Resta-me ler o último volume desta trilogia Mundos Paralelos - O Telescópio de Âmbar, o qual anseio bastante.
.
Nota: 8/10 - Muito Bom

5 comentários:

  1. Olá!!!
    Gostei muito do blog! Adoro blogs que falam sobre livros. Também tenho um:
    umajanelasecreta.blogspot.com

    Estou te seguindo! :)
    Bjs! ^^

    ResponderEliminar
  2. Fiquei interessado!
    Parabéns pelo blog, está mesmo muito bom :)
    Também tenho um blog (www.pagina626.blogspot.com) que tem poucas mensagens, pois é recente, mas que é inteiramente dedicado aos livros.

    Cumprimentos, Reader

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Sou o autor do blogue Os Livros, mas escrevo-te como leitor.

    Está a decorrer, até ao próximo dia 31 de Janeiro, a iniciativa Livros do ano, que pretende eleger o livro lusófono e o livro traduzido preferidos dos leitores portugueses.
    A ideia é valorizar as obras de referência publicadas no nosso país, em 2009, elaborando uma lista com as obras que os leitores comuns recomendam e querem dar a conhecer. Trata-se de dar voz ao público e visibilidade aos livros que agradaram.

    Assim, convido-te a participar nesta eleição, através do espaço livrosdoano.blogs.sapo.pt. Se a ideia te agradar, divulga-a, pois quantas mais forem as participações, mais relevante será o resultado!

    Desde já obrigado!

    Fábio J.

    P.S.: Por favor, desculpa-me a invasão do espaço e sem estar a comentar este teu último texto :/

    ResponderEliminar
  4. http://www.eco-gama.blogspot.com

    Este é o projecto que anda a decorrer na minha escola. Precisamos de seguidores, de dinamizá-lo ainda mais. Se puderes apenas segui-lo, agradecíamos imenso! =)

    ResponderEliminar
  5. O Refúgio dos Livros tem um novo look. Espreita e dá a tua opinião no inquérito :D

    Diana
    Réfugio dos Livros
    http://refugio-dos-livros.blogspot.com

    ResponderEliminar